122 Em Dicas & Truques/ Dúvida da Leitora

Dúvida da Leitora #7 | O top coat racha, encolhe ou trinca o esmalte! Como usá-lo corretamente?

como-usar-top-coat

como-usar-top-coat

Quem me acompanha há um tempo sabe que amo e não abro mão do uso do top coat. Ao contrário do que muita gente pensa, top coat NÃO É extra-brilho e sua composição é diferente. Além de dar um brilho com efeito espelho, ele tem componentes que auxiliam na secagem e fazem seu esmalte ficar seco em questão de segundos. Fora o fato de eles também tirarem as terríveis bolinhas e deixar o esmalte lisinho, e ainda por cima aumentar a durabilidade do esmalte nas unhas #muitoamô
Tem post especial de top coat aqui. Vale a leitura!

Acontece que toda vez que comento sobre esse produto recebo muitos (mas imaginem muitos mesmo!) comentários e dúvidas a respeito do top coat. Algumas pessoas me relatam ele “encolhe” o esmalte, outras dizem que ele racha/trinca o esmalte alguns dias depois. A dúvida é: COMO usar o top coat?

O que posso garantir a vocês é que uso o produto há anos, de várias marcas e praticamente nunca passei por problemas parecidos do que me contam.

Fico na dúvida em saber o que há de errado, em descobrir por que ele funciona com algumas pessoas e com outras ser a pior parte da manicure.

A Dúvida da Leitora hoje não tem nome, é a mesma pergunta de várias leitoras e por isso também que hoje é mais um bate-papo do que uma resposta precisa. Vamos descobrir juntos o que pode acontecer com o resultado top coat?!

Meus top coats preferidos são: Vefic, Risqué, Seche Vite, Colorama, Impala e Ideal. Com nenhum deles tive algum tipo de problema até hoje. Analisando alguns casos que vocês enviaram para mim, queria dividir com vocês um check-list para o top coat não dar errado!

  • AGUARDE UM POUCO
    Não passe o top coat logo depois da última camada de esmalte. Aguarde um pouco, limpe os cantinhos e quando o esmalte estiver mais seco, aí sim passe o top coat.
  • PINCELADAS RÁPIDAS
    Muita gente tem costume de passar esmalte com pinceladas mais lentas mas com o top coat essa parte tem que ser diferente. Como o produto seca rápido, quanto mais rápido ele ser pincelado, melhor fica o acabamento e não tem perigo de “puxar o esmalte” ou ficar com falhas.
  • TEM PRODUTO SUFICIENTE?
    Outra coisa importante é a quantidade de produto no pincel: nem pensar em pegar bem pouco, esmaltar metade e voltar pro vidro e pegar mais. NÃO! Vai ficar uma caca! O certo é pegar produto suficiente para cobrir toda a unha. Melhor sobrar do que faltar 🙂 Não precisa exagerar, mas a quantidade precisa ser necessária para que a cobertura fique bem uniforme.

Na hora da limpeza, não existe uma ordem correta para passar o top coat. Toda hora eu faço de um jeito diferente e dá certo sempre. Ou eu passo antes de limpar os cantinhos ou eu passo depois, quando todos os dedos estão limpinhos e aí finalizo com top coat. Se um pouquinho encostar em algum canto, é só passar palito, sem algodão e removedor, só o palito mesmo e fica limpinho 🙂

Quanto ao problema de rachaduras e trincas, como eu nunca tive, acredito que seja pela qualidade do top coat. Ele pode ter perdido as propriedades, ou secou tanto o esmalte que o rachou. Ele pode estar também um pouco grosso e aí aconselho trocar de marca ou vidrinho.

Eu tenho certeza que com esse check-list todo mundo vai conseguir. Mas se não conseguirem, tentem até dar certo, porque, gente, juro: DÁ certo e é um produtinho para amar por toda vida!

DICAS EXTRAS

Muitas comentaram que top coat X fica grosso a partir de um momento e não dá mais para usar! Isso não é problema da marca, mas é uma característica normal de todos os top coats. Eles tendem a engrossar mesmo. Para evitar que isso aconteça tão rápido, a minha dica é sempre manter a boca do vidro (a base, onde você limpa o excesso do pincel) sempre limpinha, sem excessos de produto. Isso faz com que a tampa feche mais e evita que o produto engrosse 🙂 Basta você pegar um chumacinho de algodão com removedor e passar por ali. Tiro e queda!

Quanto à pingar diluente (diluente, hein?  Não óleo de banana e nem acetona) eu evito fazer isso em top coats porque eles podem perder um pouco “do poder”. Mas o que dá pra fazer e, evitar desperdício, é juntar todos os “meio vidrinhos” com top coat grosso em um vidro só e pingar algumas gotinhas do diluente. Pode não ser o top coat mais top do mundo mas dá para usar e você não joga fora tanto produto!  E pode ser também que ele não perca tanto o poder assim…vamos testar?!

Espero que essas dicas funcionem com vocês! Me contem!

Tem sua dúvida também? Manda e-mail para mim através desse formulário aqui com o assunto “Dúvida da Leitora” e me pergunta! Quem sabe a sua pergunta não aparece aqui semana que vem? 🙂 (me avisa se seu nome pode ou não aparecer, tá bom?)

Um beijo e até amanhã!

___________________________________________

Já conhece minhas canetas especiais para unhas e cutículas? A linha PrimeCuticle foi desenvolvida por mim e para mim, para que minhas cutículas ficassem pequenas, sem pelinhas e suaves, sem alicate e sem cortes. Hoje a linha faz sucesso pelo Brasil inteiro e quem usa, ama! Se você quiser manter suas unhas saudáveis, fortes e as cutículas sempre no lugar, sem precisar usar alicate, você precisa experimentar essas canetas! Elas podem ser usadas sozinhas ou em conjunto, com ou sem esmalte! Para saber mais sobre o assunto e a respeito delas é só clicar aqui e para adquirir as canetas é só clicar na imagem abaixo 🙂

primecuticle_post

Você também poderá gostar de

122 Comentários

  • Responder
    Vania G.
    15 de fevereiro de 2016 at 21:41

    Depois de ler seu post antigo referente a top coats e conhecer o da Vefic, eu nunca mais fiquei sem. Realmente funciona fácil, até pra mim com pouca pratica. Bjos

    • Responder
      Daniele Honorato
      15 de fevereiro de 2016 at 21:48

      Eba! Que bom que dá certo com vc, Vania! Beijão

      • Responder
        Amanda Duarte
        30 de maio de 2016 at 10:12

        Uso o top coat da Colorama, há MUITO tempo quero testar o da Vefic mas nunca encontro aqui em Recife. Já entrei no site deles mas não tem nenhuma lista com os pontos de venda e eles não respondem os e-mails que eu passo :'( Ta difícil

  • Responder
    Cleuma
    15 de fevereiro de 2016 at 21:53

    Dani,
    Essa era minha dúvida! Comigo encolhe ou racha o esmalte. Vou tentar mudar de marca porque o da Risqué não fica bom. O da Vefic eu adorava até dar alergia. Vou comprar Colorama e Impala para testar. Será que o da Impala é hipoalergênico? Não dá para ficar sem, a secagem é muito rápida.
    Beijos…

    • Responder
      Daniele Honorato
      15 de fevereiro de 2016 at 22:05

      O da Impala não tem as substâncias, Clê! Gosto mt da Colorama tb! Beijão

  • Responder
    Mey
    15 de fevereiro de 2016 at 21:59

    Super me identifiquei com o post, porque eu já tivesse e tenho todos esses problemas com top coat ahshsushaua, principalmente com o da impala. Não sei direito o motivo, mas antes do vidrinho ficar pela metade, o top coat começou a rachar por cima do esmalte. E o pior de tudo, parece que havia grudado o esmalte de uma forma que removedor nenhum conseguiria tirar com facilidade. Até usei outras vezes pra ver se o problema persistia, e realmente voltou a rachar e deixar o esmalte difícil de remover.
    Não sei se o problema acontece com todos os top coats da impala, só sei que me dei melhor com o da colorama e o da cora. Hoje comecei a experimentar da risqué, e achei que ele puxa um pouquinho o esmalte sim, devido ao fato de que ele seca bem rapidinho.
    Ai Dani, não consigo esmaltar rápido D: fica uns cantinhos com esmalte e outros não ahshsushaua

    • Responder
      Daniele Honorato
      15 de fevereiro de 2016 at 22:04

      Não precisa esmaltar “super” rápido, tipo “The Flash” hauehuaea mas rápido o suficiente para o esmalte não secar e ir puxando, sabe? Criando falhas! E vc dá várias pinceladas, até cobrir tudinho 🙂
      O jeito é ir testanto vários até achar um que dê certo com vc, não tem jeito =)
      Um beijão

  • Responder
    Luciana
    15 de fevereiro de 2016 at 22:04

    Eu tenho uma dúvida: quando ele ta começando a ficar grosso, vale pungar umas gotinhas de óleo de banana ou vai estragar o top coat?

    • Responder
      Daniele Honorato
      15 de fevereiro de 2016 at 22:10

      Eu não aconselho, Luciana! Ele pode ficar fosco ou perder “o poder” de secar 🙂 Eu troco por um novo vidrinho 🙂 Beijo!

  • Responder
    Flavia
    15 de fevereiro de 2016 at 22:43

    Oi Dani, só pra lembrar….amando seus posts diários, mesmo não comentando sempre, passo todos os dias aqui pra dar uma espiadinha….também já percebi que alguns top cotas parecem encolher o esmalte, principalmente na raiz… mas acho que o problema é como passo….pois nem sempre acontece! Posso fazer uma pergunta: a vefic parou de fabricar esmaltes? Não acho mais pra vender, até mesmo no site não vejo mais…. um gde bjo e boa noite!

    • Responder
      Daniele Honorato
      15 de fevereiro de 2016 at 22:50

      Oi Flavia! Bom saber que vc sempre está por aqui! ^.^
      Quando encolhe na raiz é só passar depois de bem seco e depois de limpar 🙂
      A Vefic continua com a linha de tratamento (molinho, bases e top coat), mas acho que o Vefic Premium, dos esmaltes, não está mais fabricando, também não encontro mais e o site está fora do ar há muito tempo! Uma pena!
      beijo

  • Responder
    Thamiris
    15 de fevereiro de 2016 at 22:50

    Nossa Dani, essa era justamente a resposta que eu Tava querendo hoje!!! Tu leu minha mente. Esses dias passei o roxinho da impala e hoje estava olhando minhas unhas e percebi que nas pontas estava meio trincado e meio que encolhido, isso já aconteceu quando usei um da ideal também, com o colorama nunca aconteceu… Vou dar outra chance pra ver se foi erro meu.
    Beijo enorme no coração <3

    • Responder
      Daniele Honorato
      15 de fevereiro de 2016 at 22:51

      Dá sim, Thami! E se der de novo, tenta com outra marca. Te juro que uma hora dá certo hehee
      Beijo

  • Responder
    Eve
    15 de fevereiro de 2016 at 23:09

    Oie 🙂 Também nunca tive problemas com os “roxinhos”, só o Risque que encolhia um pouco perto da cutícula, mas isso na fórmula antiga, na nova ainda não testei. Gosto bastantão mesmo do Vefic, ele tira até aqueles amassados de lençol, é milagroso, só não dá pra usar nos esmaltes clarinhos porque ele altera a cor, já entrei em contato com a marca pedindo pra eles verem isso, talvez colocar menos corante kkkk
    O da colorama me socorre quando uso esmaltes claros, mas ele da metade do fim fica grosso 🙁

    • Responder
      Daniele Honorato
      15 de fevereiro de 2016 at 23:17

      Eu já falei com o dono da marca sobre isso, Eve rs e até agora nada :/ não sei porque tanto corante roxo, eu sei que é pra intensificar a cor, mas poxa, faz a versão incolor pra esmaltes clarinhos, né? :/
      A maioria dos top coats tendem a ficar grossos, infelizmente!
      Beeeijo

      • Responder
        Eve
        16 de fevereiro de 2016 at 11:11

        Dani, tem alguma marca nacional que tenha o top coat incolor? Eu não conheço…

        • Responder
          Daniele Honorato
          16 de fevereiro de 2016 at 11:31

          Risqué 🙂

          • Eve
            16 de fevereiro de 2016 at 14:46

            Sério? Nunca vi pra vender, mas vou a caça! Esses dias eu vi um incolor da Dote, mas estava descrito como “extra brilho” dai fiquei meio em dúvida e não comprei.

          • Daniele Honorato
            17 de fevereiro de 2016 at 12:00

            Os que experimentei da Dote são todos extra-brilho!

        • Responder
          Kathyuscia
          19 de fevereiro de 2016 at 8:55

          Avon tem top Costa incolor! Eu tenho um que deixo reservado para quando uso esmalte clarinho! Também não sei o motivo do corante roxo…

          • Daniele Honorato
            23 de fevereiro de 2016 at 12:35

            O corante roxo é para intensificar a cor dos esmaltes. O da Avon tem roxinho sim 🙂 Só se eles lançaram um incolor que seja igual ao roxinho!

  • Responder
    Thabata Wyna Pimenta
    15 de fevereiro de 2016 at 23:29

    Dani!!!
    Amo top coat tbm!!!
    Meu amado do momento está sendo o da Ideal. Apanhei muito até conseguir acertar com ele, mas enfim, acertei e estamos nos entendendo super bem agora hahhaha.
    O da Risqué não tem jeito, ele encolhe demais meu esmalte, não consigo usar 😞
    Agora, sobre rachar o esmalte, na maioria das vezes que passo vários dias com a mesma mani, acaba rachando.

    Ah! Outro que tenho gostado muito é o top coat da Big Universo, aqueles com cheirinho, o ruim é que acho o cheiro forte demais e me da enjôo/ dor de cabeça.

    😘😘😘

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:56

      O da Big não é top coat, Thá 🙂 ele é só extra-brilho. E extra-brilho com cheirinho dispenso, não curto cheiro que fica por dias >.<

      • Responder
        Thabata Wyna Pimenta
        16 de fevereiro de 2016 at 22:16

        Bom Dani, pra mim ele faz todas as funções do top coat, ele seca super rápido, tira todas as bolinhas que aparecem nos dias de calor e ainda deixa um brilho mega lindo.
        Dei sorte então de achar um extra brilho que funcione como top coat pra mim kkkkk

        • Responder
          Daniele Honorato
          17 de fevereiro de 2016 at 11:40

          Ai que bom! Eles devem ter mudado a fórmula porque antes pipocava tudo, era um horror, fora o cheiro fortíssimo. Não tem uma versão sem cheiro então!? Pena que não encontro Big aqui senão testaria tb!

  • Responder
    Lara
    16 de fevereiro de 2016 at 0:44

    Oiiii Dani, tudo bem? Já usei top coat das marcas Vefic, Impala, Colorama, Risque e Ideal. Pra mim o Vefic é o melhor, mas sou dentista e quando coloco luva ele deixa o esmalte todo rachado. Risque e Ideal também deixam minhas unhas rachadas. Atualmente estou usando Impala e estou adorando, não tive problemas com ele ainda. Beijos.

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:55

      Deve ser por conta da luva…mas estranho isso acontecer bem depois que vc passa o produto. Já tentou hidratar as mãos antes de colocar as luvas? Isso cria uma película protetora para as suas unhas 🙂 Bj!

      • Responder
        Lara
        16 de fevereiro de 2016 at 16:17

        Sempre hidrato. No início achava q era o esmalte, aí deixei de passar uma vez o top coat e não aconteceu. Mas o Ideal risca mesmo sem a luva. Acredito que delende da pele.

  • Responder
    Erica
    16 de fevereiro de 2016 at 7:32

    Estou adorando as dicas Dani!!
    Já aconteceu comigo do esmalte rachar, mas eu notei que o top coat estava grosso e troquei de vidrinho. Comigo sempre acontece do TC começar a engrossar do meio pro final (principalmente o da Risqué) e acabo sempre trocando antes de acabar o vidro hahaha
    O meu favorito do momento é o da Impala!! O da Colorama eu gosto também, mas faz tempo que não uso…
    Beijos

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:50

      É característico de top coat, Erica! Em geral! Todos engrossam. O que ajuda é sempre limpar a base do vidrinho (a boca) para não acumular produto e aí isso evita que engrosse.
      Mas sim, tenho vários aqui da metade pra baixo. Vou juntar todos num mesmo vidrinho e pingar Dilui só pra ver o que dá! Dá dó jogar fora!

  • Responder
    Gi
    16 de fevereiro de 2016 at 8:40

    Não vivo sem top coat. Acho tão obrigatório, como base de tratamento. Impossível não usar. Já usei várias marcas, mas que mais me agradou até momento , o top coat da ideal. Pra mim esse é perfeito pois além do super brilho, o esmalte seca mto mais rápido. Antigamente sempre que pintava as unhas a noite demorava demais pra secar, por mais que tinha cuidado o esmalte ficava amassado e opaco depois. Agora não mais. Santo ideal. Rsrsrs. Bjs flor

  • Responder
    Mariana Franco
    16 de fevereiro de 2016 at 8:45

    Dani, amo o da colorama, foi o que mais me adaptei, acho super fácil passar e fica um brilho lindo, graças a você conheci o poder dos top coats, quando há tempos atrás você escreveu sobre eles no poder para tirar as bolinhas, sofria muito com isso, segurava sempre uma latinha de refri bem gelada, e quando eu li o post, nossa nem acreditei kkkkk, hoje em dia não uso nenhum sem o top coat, o da vefic eu usei quando não era alérgica e amei o brilho, mas não posso usar mais, pede pra fazerem free 🙂
    Aproveitando o post, eu gostaria que vc fizesse um post com dupes de um esmalte da colorama que não tem mais faz muito tempo, o tafetá divino, achei na net apenas um blog falando dele, como faço pra enviar a foto?
    Tô amando seus posts diários, sempre arrastando.
    Beijão.

    • Responder
      Mariana Franco
      16 de fevereiro de 2016 at 8:47

      Ops era arrassando kkkkk esses corretores
      🙁

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:49

      Ahhh eu pedi tanto pra Vefic fazer o roxinho Free e sem cor (para usar também com esmalte clarinho), mas até agora… :/
      Envia a foto pra mim por email, Mari? Por favor! dani@unhabonita.com.br
      Mt obrigada, linda! Sempre bom te ver por aqui! Beijo pra vc e pras filhotas!

  • Responder
    Emilene
    16 de fevereiro de 2016 at 8:49

    Eu gosto bastante do roxinho da Impala por causa do super brilho que ele deixa, mas ele racha meus esmaltes hahahah fica super evidente quando é esmalte cremoso, mas mesmo quando é outro acabamento, se olhar bem de pertinho dá pra ver um monte de rachaduras. Não sei se é pq eu sou meio desastrada e bato muito as mãos nas coisas, imagino que isso pode ajudar a ter tantas trincas rsrsrs Depois que comprei o Verniz Saloon não consigo usar outro! Já me aconteceu tbm de encolher a esmaltação, mas nem me lembro qual foi o TC…. Parece que tem uns que a gente não se adapta mesmo, né? Às vezes a gente não faz nada de errado, mas não fica legal nas unhas. O jeito realmente é ir usando várias marcas diferentes até achar um que seja só amor! rsrs
    Bjos!

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:47

      Mas gente, eu preciso ver essas rachaduras rsrs
      Acredito que elas apareçam por secarem o esmalte rápido. E como seca além da conta, racha. Tô pensando aqui e vou testar uma coisa. Se der certo, conto pra vcs! 😀
      Mas é isso mesmo, tem que usar até achar um que a gente ama! Daí não larga mais!
      Beijooo

  • Responder
    Alicita
    16 de fevereiro de 2016 at 8:56

    Oi, Dani! Não sei se vou conseguir explicar, mas uso o top coat da Colorama e é normal mais pra perto da cutícula, no topo da unha, ele ficar com a marca do pincel. Sabe como? Vou passando e nesse comecinho dá pra perceber (de perto, óbvio) as marcas do pincel. Isso é por causa da quantidade de produto? Não deixar secar o esmalte por baixo direito? Ou é assim mesmo? hahahaha Fico meio indignada com isso, mas continuo usando porque dá muita diferença no brilho ao longo dos dias e na durabilidade tb. Adoro muito seu blog 🙂 Conteúdo de qualidade! Beijos pra você.

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:44

      Eu apostaria na quantidade de produto, Alicita! Tenta pegar mais e ir um pouco além da cutícula, encostando no dedo mesmo, pra ver se isso acontece. Daí é só vc tirar com palitinho o que ficou na pele e pronto, nada de marca de pincel chata 🙂
      Mt obrigada, linda! Apareça sempre por aqui!
      Beijão

  • Responder
    Jussara Valadares
    16 de fevereiro de 2016 at 9:23

    Viciei no top coat graças a vc, Dani.
    Amo o da vefic. Foi o meu primeiro e o primeiro a gente nunca esquece némmm?! kkkkkkk
    Mas não encontro mais pra comprar.
    Atualmente uso o da risque e gosto muito. Mas, as vezes, consigo fazer com que ele puxe o esmalte. A dica de esperar o esmalte secar um pouco e dar pinceladas rápidas, funciona comigo.
    Beijos.

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:43

      Ahh sou dessas que vicia as amiga tudo kkkk – eu simplesmente não sei viver sem top coat! É o melhor produto do mundo!
      Vou testar o da Risqué (tenho um do lote novo, da nova coleção Technology) vamos se consigo encolher e ver o que faço pra isso acontecer.
      Mas pinceladas rápidas, com bastante produto (o suficiente pra unha toda) depois do esmalte seco, é sempre certeiro!
      Beijuuu

      • Responder
        Jussara Valadares
        16 de fevereiro de 2016 at 13:20

        Kkkk Vicia mesmo. Mas vício bom póóóóóde! 😀
        Seeimm, dica certeira! Agora já não erro mais.
        Comprei o da impala mas ainda não usei. E já quero o da colorama tb.
        Beijocas.

  • Responder
    Mari
    16 de fevereiro de 2016 at 9:39

    Meu preferido é o da Colorama, acho simplesmente perfeito! Mas uso também o da Risqué, voltei a comprar depois que você comentou que com a nova fórmula ele não encolhia mais o esmalte, que estava melhor. É verdade! Testei e aprovei! Beijo!

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:41

      Eu tô gostando mt da nova fórmula! Os primeiro lotes, logo quando eles lançaram, era uma chuva de gente reclamando de encolhimento. Mas agora não tá mais assim!

  • Responder
    Bianca
    16 de fevereiro de 2016 at 9:53

    Oiii… Uma coisa que acontece muito com os meus top coats é que eu compro um novinho, ai vou usando e vai ficando grosso conforme vai acabando! Será que é a marca? Eu uso o roxinho da Risque, um da Ideal e testei um da Vefic e TODOS ficam assim ;S Por quê que acontece isso!?

    Adoro seu blog ^^ Beijo beijo

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:41

      Não é a marca não, Bia. É característica de top coat em geral. Uma coisa que ajuda é sempre limpar a borda do vidrinho (com algodão e removedor) para não acumular produto e deixar que engrosse mais.
      Beijão e obrigada, linda!

  • Responder
    Camila Santiago
    16 de fevereiro de 2016 at 10:30

    O meu preferido era, disparado, o da impala. Lá em casa eu, minha irmã e mainha usávamos demais. Mas conforme fomos comprando novos passamos a ter problemas e desisti de comprá-lo. Ele racha o esmalte todo. No dia seguinte eu já precisava trocar porque não aguentava ficar com o esmalte daquele jeito. E todas nós tivemos o mesmo problema lá em casa, diversas vezes com vários vidrinhos. Depois de muito tempo sem usá-lo tentamos comprar novamente (pensando que poderia ter sido algum problema no lote) mas aconteceu novamente. Uma vez, num desses perfis do insta de unhas, falei sobre isso e choveu comentários com o mesmo relato sobre o top coat da impala. E a maioria já era usuária dele e passou a ter o problema conforme foi comprando vidros novos. Uma pena porque ele realmente deixava espelhado meu esmalte rs agora estamos usando o da Preta Gil. Gosto dele. Vou comprar risque ou colorama agora pra usar 🙂 aqui eu não encontro vefic :/

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:36

      Aii que dó que vc não encontra o Vefic! O da Impala nunca rachou comigo, mas como vc disse, mt gente tem a mesma reclamação. Preta Gil não encontro aqui!
      Beijoo

  • Responder
    Jéssica Sobrinho
    16 de fevereiro de 2016 at 10:55

    Olá Dani, acho que vc respondeu a minha dúvida, pq eu esqueci de falar que vc podia mostrar meu nome rsrsrsrs… mas se não foi eu não tem problema… Agradeço se alguém mais teve esses dúvidas, pq realmente, não da pra ficar sem esses roxinhos… mas como eu te mandei na dúvida, no meu caso o da Ideal que é bem liquido, não é grosso, no segundo dia ele trinca o esmalte, o da Colorama fica as marcas do pincel, e o da avon enche de bolinha branquinha de ar sabe ? e o da Risqué nem posso pensar em usar pq encolhe mto o esmalte, e olha que eu espero sempre secar bem. Mas sem eu não fico não, vamos tentando né rsrs… Bjus

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:34

      Oi Jéssica! Recebi muuitos e-mails com essa mesma dúvida, por isso assinei como “várias”, para não colocar mais de 50 nomes rs 🙂
      Se fica marca de pincel é sinal que vc tá pegando produto, pega mais produto e esmalta mais rápido até cobrir tudo de forma uniforme.
      Já experimentou o da Vefic? Ele é ótimo!

  • Responder
    Paty
    16 de fevereiro de 2016 at 10:57

    Excelente dica!
    Depois que vc indicou o Vefic, não troco mais de marca, ele é ótimo!!! #amoreterno ♥
    Tb gostei dos TC da Ideal e Impala, mas Vefic é meu favorito.
    Sigo essa dica de esperar o esmalte secar bem, mas com Colorama e Risqué não teve jeito, encolheram todos os esmaltes que eu usei.
    bjin 😉

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:32

      Mas que coisa não?! Risqué é líder de encolhimento, aparentemente ¬¬’
      Vou experimentar e usá-lo de formas diferentes das que uso para ver se acontece alguma coisa!

      • Responder
        Paty
        16 de fevereiro de 2016 at 16:26

        Pois é Dani, ele cag..o trabalho todo de esmaltação! fica feio mesmo, com esmalte escuro fica “branco” perto da cutícula, parece uma cola. Um horror!
        Eu ainda não testei a fórmula nova da Risqué, mas sinceramente tb não tenho mais pique, depois dos vários que encolheram….
        Eu normalmente qdo gosto de uma marca sou fiel, então fico nos meus favoritos mesmo ♥

        • Responder
          Daniele Honorato
          17 de fevereiro de 2016 at 11:56

          Ah daí não dá mesmo :/ A nova fórmula tá bem boa, espera um pouquinho e dá uma nova chance pra ele!
          Beijo linda ♥

  • Responder
    Patricia Salles
    16 de fevereiro de 2016 at 11:04

    sou adepta do top coat. Uso sempre e não abro mão. Há um tempo atrás comecei a usar o da Impala e amei, perfeito. O esmalte durava a semana toda com brilho. De repente, toda vez que fazia minha unha ela estragava. Eu não sei se foi um lote ou outro problema qualquer mas o top coat da impala custava a secar e minha unha estragava fácil. Voltei a usar o da colorama e … problema resolvido.

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:32

      Pois é, às vezes pode ser problema de lote. Por isso eu digo que sempre é bom testar, várias marcas, vários vidrinhos (ver se são números de lotes diferentes) e não desistir logo de cara. Porque top coat é vida!

  • Responder
    Luciana Petrópolis RJ
    16 de fevereiro de 2016 at 11:11

    Já passei por problemas com top coats também. O da Colorama às vezes ficava fosco nas pontas e o da Risqué encolhia perto da cutícula. Então passei a usar o Vefic e não tive mais nenhum desagrado ao passar 🙂

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:31

      Ehhhh! Verdade, o da Colorama algumas vezes ficou um pouquinho fosco nas pontas, mas eu passava de novo e sumia. O da Vefic é show, nunca me decepcionou hehe

  • Responder
    Mariana Ebenau
    16 de fevereiro de 2016 at 11:20

    Eu amo o da Risque, mas não compro mais porque só dá pra usar meio vidrinho. Quando chega na metade, ele de repete fica super grosso, e perde totalmente a qualidade, racha, encolhe, no pincel fica viscoso ao ponto de puxar fio. Já aconteceu comigo duas ou três vezes. Com vc isso não acontece? Não tem como deixar ele mole de novo, igual um esmalte normal?

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:29

      Oi Mariana! Infelizmente isso é característica dos top coats, todos eles. Eles tendem a ficar grossos conforme o uso. Vc pode pingar Dilui, da Impala, para dar uma diluída, mas ele pode perder um pouco das características dele. Tem que ser bem pouquinho 🙂

  • Responder
    Jana Casoni Toledo
    16 de fevereiro de 2016 at 11:29

    Oi Dani! Ai que emoção ler esse post!
    Senti como se tivesse sido escrito pra mim! *-*
    Vou tentar alguns passos que você falou!
    Aliás, tem dias que eu até abro mão de top coat e só passo no dia seguinte caso fique com marcas de lençol! Rs
    Não sei se tento usar mais uma vez o da Impala, até porque ainda tem mais da metade no vidrinho, mas confesso que morro de medo dele craquelar meu esmalte e ficar feio como já aconteceu!
    O da Risqué tô testando e gostando, embora ele encolha um pouquinho o esmalte; o da Colorama ainda não testei, mas quero experimentar e o da Avon é bem bom viu? Gostei muito dele! Só que nas últimas campanhas ele tem vindo com um precinho bem amargo, quase 7 reais o vidrinho! Que isso? Kkk
    Muito, muito obrigada pelas dicas!
    Bjs

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 11:59

      Oi Jana! Tenha certeza que esse post é para várias leitoras! <3 Era a dúvida de muitas!
      O da Avon foi meu primeiro top coat! Amo, amo! Pena que é chato pra comprar e, como vc disse, nem tão barato. E como é um produto que uso o tempo todo, preciso de estoque! rs
      O da Risqué, faz assim: passa ele encostando um pouco no dedo abaixo da cutícula (e não pegando só da cutícula pra cima, sabe?) e aí tira essa pocinha com palito (sem algodão) acho que isso faz com que ele não encolha!
      Beijão linda!

      • Responder
        Jana Casoni Toledo
        16 de fevereiro de 2016 at 14:21

        Obrigada pela dica Dani! Vou tentar fazer assim!
        Vou colocar o da Vefic e Ideal na lista pra teste também, caso os encontre aqui na minha cidade!
        Beijinhos

  • Responder
    Carol
    16 de fevereiro de 2016 at 11:44

    Daniele, eu nunca comento mas sempre leio, e esse post me fez quebrar o silêncio de tanto que eu amei ele!!!

    Eu sempre fui a louca do top coat, usei de tudo um pouco: Seche, Colorama (meu preferido pelo ‘custo-benefício’), Impala, Ideal, Vefic, Risqué… Enfim, o primeiro a me conquistar mesmo, me pegar de jeito, foi o Colorama. Não seca tão rápido em mim, demora cerca de um minuto pra secar mesmo, mas é encolhimento ZERO. Já tinha usado o Seche (há eras, comprado via Transdesign), mas peguei um bode horroroso dele porque na primeira passada ele foi lá e pá, encolheu meu esmalte todinho. Então que vou tentar passar aqui minhas impressões de cada um:

    Colorama: Altera pouco a cor do esmalte, mata as bolinhas, fácil de achar e zero encolhimento, mas não seca assim tão rápido. Um a dois minutos, mas pra quem ficava apreensiva com fazer a unha de noite e acordar com ela toda amassada? Tou super no lucro. Uso, tenho estoquinho e nunca deixo faltar. Noto que ele engrossa da metade do vidrinho pra lá, mas engrossa menos que o Avon, dá pra usar tranquilo. Zerei vários vidrinhos, vários mesmo.

    Avon: Pasme, conheci depois do Colorama e talvez por isso nunca me apeguei tão forte. O principal fator era, realmente, a dificuldade que era ter que pedir via revista e esperar chegar. Isso e o fato dele realmente engrossar pra valer do meio para o fim do vidrinho, que somado ao fato de estar disponível via ‘pedido’, virou um bom inconveniente. Também não notei encolhimento de esmalte, e em mim seca o esmalte num tempo similar ao Colorama. Agora, mata bolinha feito um profissional.

    Impala: Substituto para o Colorama, mas acho que demora ainda mais para secar do que ele. Também não encolhe esmalte, mas talvez por ser mais ralinho não achei assim tão bom pra matar bolinhas.

    Risqué: Extermina bolinhas, não altera a cor do esmalte, seca a jato (cumpre realmente a promessa dos 30 segundos); e seria perfeito, fantástico, se não encolhesse tanto os esmaltes. Não são todas as marcas, mas no geral quase nenhum escapa. Já tentei de tudo: Esperar secar, pintar unha no frio do ar-condicionado, usar camadas mais finas, sanduíche de top coat… Encolhe demais, especialmente os esmaltes da Revlon. No esmalte da Revlon chega a encolher tanto que estraga a manicure. Nos esmaltes da Colorama, Impala e Risqué, porém, o encolhimento é bem mais discreto. Só uso se realmente preciso que a manicure seque bem rápido, e tento sempre colocar por cima de um top coat que não encolha, tipo o Colorama.

    Vefic: Achei muito bom, bem similar ao Colorama com secagem um pouco mais rápida e sem encolher esmalte, mas 1)É praticamente impossível de achar na minha cidade e 2) Por conta do item 1 comprei vários vidrinhos quando consegui achar, e todos eles (todos!!!) perderam o violeta, desbotaram para um tom amarelado. Não cheguei a usar depois disso, não sabia dizer se era só o corante que tinha se degradado ou se o produto realmente estragou.

    ideal: Vende de vidrão, fácil de achar e um top coat muito bom, bem similar ao Colorama. Mas TAMBÉM desbotou, fiquei horrorizada. E engraçado que ele e o Vefic foram os únicos que eu usei que fizeram isso, os outros eu nunca vi desbotar o violeta. Isso já aconteceu com alguém?

    Seche Vite: Foi o primeirão que eu usei e hoje acho que o Risqué é extremamente similar a ele, tanto pro bem quanto pro mal.

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de fevereiro de 2016 at 12:02

      Carol! Mas isso não é um comentário! É um review completo! Amei, amei! Mt obrigada por compartilhar sua opinião de cada um <3
      Eu tenho o vidrão da Ideal e o meu não desbotou (nem o da Vefic) - o corante na verdade é para apenas dar cor, fato. Acredito que não altere as características do produto. E sim, infelizmente todos encolhem! Ajuda limpar a base do vidrinho (boca) com algodão+removedor!
      Beijo e obrigada por comentar!

    • Responder
      Eliane Prado
      16 de fevereiro de 2016 at 12:12

      Carol, eu já tive um vidrinho da Avon que esta quase no vim e ficou “perdido” por quase um ano e não desbotou a cor; nunca tinha visto isto acontecer.

  • Responder
    Franci Pacheco
    16 de fevereiro de 2016 at 12:31

    Pra mim, top coat é amor, uso o da Colorama sempre e nunca tive problemas

  • Responder
    Eliane Prado
    16 de fevereiro de 2016 at 12:32

    Olá! Nossa, que postagem ótima!
    Não entendo muito do assunto, mas vou falar dos que usei: O primeiro foi da Avon, tenho facilidade de encontrar pq minha amiga revende e pede todo mês, e gostei muito. Acho que ele some com as marcar de lençol maravilhosamente bem rsrs.
    Depois comprei o da Colorama e amei. Ele cobre bem, seca rápido e acaba com as bolinhas.
    E outro que comprei, meio com medo, foi da Anita. Medo porque o vidro dessa marca é enorme pros meus padrões rsrs, então achei que ele ia endurecer rapidinho e eu ia perder produto. Mas que nada, ele está ótimo até agora, na metade do vidro, e é o que menos uso porque fica de “reserva” no armário do serviço pra quando faço ou retoco as unhas na hora do almoço. O que eu achei muito legal nele é que ele é “ralinho”, é muito bom de passar e seca logo.
    Avon e Colorama são lindos pra sumir com bolinhas, Anita não testei. E com nenhum dos três tive problema de craquelar, mudar a cor ou encolher o esmalte. Como uso bastante, meus top coats só endurecem quando o vidrinho está com cerca de meio milímetro de produto no fundo. Acho também que não vejo mudança na cor do esmalte porque 90% dos meus esmaltes são escuros – azuis, vinhos/vermelhos, roxos e variantes, pretos… então nem daria pra ver mudança de cor neles 🙂 E faço como você: espero secar um pouco o esmalte pra depois aplicar, então talvez por isso não sofra com o encolhimento.
    E outra coisa: esse craquelado não seria porque o esmalte acaba rachando qdo “batemos” as unhas nas coisas? Eu noto que quando fico mais de 04 dias com o mesmo esmalte, ficam fissuras no esmalte dos dedões na lateral do lado de “fora” deles, que é porque digito muito e uso bastante os dois na barra de espaço, e o mesmo acontece com os indicadores e o anelar direito, que são os que mais uso.
    Beijos!

    • Responder
      Daniele Honorato
      17 de fevereiro de 2016 at 12:03

      Oi Eliane! Obrigada por compartilhar sua opinião dos TCs conosco ♥
      Esse craquelado pode sim ser porque a gente bate as unhas nas coisas: bolsa, roupa, teclado etc!
      Tem uma razão sim! Mas comigo não acontece, vai entender! Eu não fico tanto tempo assim com o esmalte, pode ser por isso!
      Beijão

  • Responder
    Adry
    16 de fevereiro de 2016 at 13:26

    Dani,
    Também tinha essas dúvidas, porque eventualmente também acontece de algum esmalte rachar. Uns mais do que outros, mas só depois de vários dias de uso, quando a esmaltação está velha. Quando acontecer de novo, fotografo pra tu veres como fica.
    Beijo

    • Responder
      Daniele Honorato
      17 de fevereiro de 2016 at 12:01

      Ai, vou super agradecer Adry! Deve ser porque a gente encosta muito as mãos/dedos em tudo (bolsa, teclado, roupa etc etc) pode ser que vão aparecendo rachaduras :/

  • Responder
    Carol
    16 de fevereiro de 2016 at 15:46

    Meu top Coat do coração é o da Vefic. Estava com esse problema de rachaduras, e como ele já tava bem grosso, pensei: será que é pq ele já tá velho? Dito e feito, fui lá e comprei um novo que não deu rachaduras. Mas não joguei o grosso fora não. Uso ele nos pés, pq por motivo desconhecido, no pé ele não deixa rachaduras :/

    • Responder
      Daniele Honorato
      17 de fevereiro de 2016 at 12:00

      Deve ser porque no pé tem menos “contato” – as mãos a gente fica batendo, encostando em tudo. Acredito que é por isso! Mas li aqui que várias meninas colocaram diluente da própria Vefic e ele voltou à vida e sem estragar!! Vou pingar nos meus!

      • Responder
        Carol
        19 de fevereiro de 2016 at 9:33

        Sim, deve ser por isso. Não sabia que a Vefic tinha diluente! Vou experimentar

  • Responder
    Ana Carolina
    16 de fevereiro de 2016 at 16:21

    Dani q post mara!!!
    Top coat que deu certo pra mim foi o da Ideal… Aí sabe o que eu fiz? Fui lá e comprei o vidrinho com 60ml… #ahloca
    Esse da Ideal sempre que passa da metade engrossa, é a partir daí que ele racha e encolhe um pouco… Vou lá e coloco mais e prontoo!!! Ele volta a ser amor eterno!!! xD
    Já li que esse da Risqué encolhe… Será q a fórmula nova também? Tô querendo experimentar.
    Bjoo Dani! Adoreiii

    P.S.: Ali na parte do Tem Produto Suficiente?, não é: melhor Sobrar so que Faltar nao? #sorry xD
    ;*

    • Responder
      Daniele Honorato
      17 de fevereiro de 2016 at 11:57

      Oi Ana! Menina, eu tenho esse vidrão tb da Ideal! Amo! E agora tb tenho o da Risqué 😀 a nova fórmula tá bem boa, nunca tive problema com ele!
      Vou ler o post, pra ver do que vc falou, não entendi rsrs mas de qq jeito, obrigada!
      Beijo

    • Responder
      Daniele Honorato
      17 de fevereiro de 2016 at 11:59

      Entendi e já corrigi! kkkk brigaaada!

  • Responder
    Cyntia
    16 de fevereiro de 2016 at 16:37

    Tenho uma dúvida que pode parecer boba! Mas vou fazer! rs
    Top Coat tbm tem versões hipoalergênicas? Ou eles já não contem as substâncias?

    Beijinhos e amo seu blog! =*

    • Responder
      Daniele Honorato
      17 de fevereiro de 2016 at 11:55

      Tem sim, Cyntia! O da Risqué é hipoalergênica 🙂 Colorama não! O da Impala não é classificado como hipo mas não tem as 3 principais que mais causam alergia 😉
      Beijo e mt obrigada, linda!

  • Responder
    Kelly
    16 de fevereiro de 2016 at 16:54

    Oi Dani! Muito legal o post. Estou usando e gostando muito do Insta-dry da Sally Hansen, você já experimentou? A secagem é super rápida e o brilho dura muito mais! Bjos

  • Responder
    Martha
    16 de fevereiro de 2016 at 16:59

    Sobre os Top Coats: adorei o post. Uso o da AVON há anos e acho fantástico.Nunca me causou bolinhas.Mas o efeito “encolhido” do esmalte, sim. Ele me incomoda porque 2 dias após a esmaltação o aspecto é de unha “de uma semana atrás”. Vou atrás das suas 2 primeiras indicações porque o produto da Colorama não seca tão rapidinho e a finalização acaba sendo tão demorada como o uso de Óleo Secante, tão somente. Antes de terminar quero dizer que sou sua cliente satisfeita do Prime Cuticle. Já uso há alguns anos. Obrigada, Daniele!

    • Responder
      Daniele Honorato
      17 de fevereiro de 2016 at 11:53

      Eu acho que o da Colorama seca sim, Martha 🙂 E só uma ressalva hehe óleo secante não seca, tá?! Falei sobre isso aqui!
      Mt obrigada, fico feliz que goste das minhas canetinhas!!
      Beijão

  • Responder
    maria helena
    16 de fevereiro de 2016 at 18:15

    evito usar TC por medo de estragar a manicure mesmo! Já testei vários e não existe um que seja perfeito, todos tem prós e contras, e o que eu acho que rola é uma interação entre o esmalte e o TC que faz com que algumas vezes dê certo e em outras não.

    • Responder
      Daniele Honorato
      17 de fevereiro de 2016 at 11:52

      Eu uso top coat com toda marca de esmalte e com todas dá certo 🙂 é o tipo de produto essencial para uma manicure linda! O jeito é testar várias e observar como está passando ele, a maioria das vezes é porque a pessoa passa de maneira errada e aí acaba estragando mesmo 🙂

  • Responder
    silene Pinto
    16 de fevereiro de 2016 at 18:43

    Oi Dani, eu não vivo sem top coat, principalmente pq geralmente esmalto as unha no horário do almoço!!!! Uso muito o da Vefic, depois que vc publicou sobre ele e, quando começa a engrossar eu pingo umas duas gotinhas do diluente da própria Vefic e ele volta a ficar fininho e não notei perda das características do produto. Bjs

    • Responder
      Daniele Honorato
      17 de fevereiro de 2016 at 11:48

      Ai que bom saber que dá certo pingar diluente, Silene! Vou fazer isso com os meus que estão grossinhos! Obrigada pela dica! Beijão!

  • Responder
    Babi
    17 de fevereiro de 2016 at 13:09

    Comigo acontece muito do Top Coat encolher mesmo, rachar nunca aconteceu, e às vezes ele dá um embaçada no esmalte, não chega a ficar fosco, mas não tem o mesmo brilho! Mas noto que sempre que acontece isso é porque ele ficou grosso e as passadas não ficam do mesmo jeito!
    Nunca consegui terminar um vidrinho de top, sempre vão embora na metade =/

    • Responder
      Daniele Honorato
      17 de fevereiro de 2016 at 18:47

      Qual que vc usa, migs?

      • Responder
        Babi
        18 de fevereiro de 2016 at 9:34

        Tava usando o da Risqué, mas começou a ficar ruim, comprei o da Impala pra testar e estou gostando dele!

        Testei o da Anitta, mas ele já é mais grosso, não sei se gostei não! Tenho muito amor pelo da Verific, mas tá difícil achar ele!

        Não sei o que acontece, porque guardo super direitinho, mas ficam parecendo um gel depois de um tempo =/

        • Responder
          Daniele Honorato
          23 de fevereiro de 2016 at 12:23

          será que não tem acúmulo de produto na boca do vidro? Porque aí a tampinha não fecha! tem vários meus assim, limpei tudo, coloquei diluente e voilá! Voltaram à vida! *-8

          • Babi
            24 de fevereiro de 2016 at 8:46

            Não sei, eu sempre limpo, muito raro eu deixar acumular! Acho que isso deve fazer parte da minha saga sortuda com esmaltes hehe

            Vou prestar mais atenção e te conto!

          • Daniele Honorato
            26 de fevereiro de 2016 at 13:10

            Please!

  • Responder
    Sayu
    17 de fevereiro de 2016 at 14:12

    Hahaha sou do contra e não gosto de top coat novinho, recém aberto…. é ralo demais. Acho mais difícil de acertar a quantidade no pincel, escorre tudo e a esmaltação vira uma nhaca! (falta de habilidade o nome disso 😛 )
    Aí sempre deixo pra comprar um novo quando o top coat em uso engrossou demais, então uso o novo para diluir o antigo e voltar à consistência ideal pra mim.

    • Responder
      Daniele Honorato
      17 de fevereiro de 2016 at 18:46

      Vc é com top coat como eu sou para rímel! hahaha odeio rímel novo, gosto qndo ele dá uma encorpada!
      Top Coat eu uso de qq jeito, só não fico sem! Nunca! Rs
      Beijão

    • Responder
      Isabella
      17 de fevereiro de 2016 at 20:33

      Então depois que tirei ele passei o malícia da risqué e a textura do malícia é melhor para esmaltar.
      Passei primeiro a base niveladora da Risqué. Depois peguei quantidade suficiente no pincel do grandiosas miniaturas, dei uma pincelada no centro e duas nas laterais. Mas o acabamento não ficou bom como o do seu na foto dos swatches e eu sou chatinha com o acabamento… Hehehe
      Quais bases foscas são hipo?
      Beijo!

      • Responder
        Daniele Honorato
        23 de fevereiro de 2016 at 12:04

        Mas porque só 3 pinceladas? Se vc tem dificuldades com o acabamento tem que dar mais pinceladas para ficar bem uniforme 🙂
        Bases foscas tem a da Risqué Homem, Impala Fosca e Colorama Gio!

  • Responder
    Isabella
    17 de fevereiro de 2016 at 17:35

    Dani, meu problema não é o top coat, mas sim o esmalte Grandiosas Miniaturas da Risqué. Desde que vi os swatches da coleção Colecionistas aqui no Unha Bonita, fiquei louca por esse esmalte pois achei a cor muito lindinha, e não conseguia encontrar essa cor em nenhum lugar, até que esses dias consegui finalmente achá-lo. Porém, para minha tristeza ao passá-lo agora pouco o acabamento ficou horrível, manchado, grosseiro…. Tirei tudo usando aquela técnica do algodão com removedor sobre a unha e funcionou perfeitamente!!!!! Será que o problema desse esmalte é só comigo? Dani, vc poderia fazer um vídeo esmaltando com ele e ensinando como deixar o acabamento perfeito? Pois suas esmaltações são sempre impecáveis e estou louca para usar essa cor.
    Por favor atenda meu pedido!!!!
    Beijos,
    Isa.

    • Responder
      Daniele Honorato
      17 de fevereiro de 2016 at 18:04

      Oi Isa! Poxa, que pena :/ será que é porque o esmalte estava grosso!? Porque a textura dele nem é tipo corretivo, e acaba sendo mais fácil aplicar!
      Dá pra tentar também com base fosca antes da primeira camada, ela ajuda a cobertura ficar bem lisinha! Eu dou pinceladas nem lentas e nem tão rápidas e com boa quantidade de produto! Como vc está fazendo??

  • Responder
    Marcinha Lima
    19 de fevereiro de 2016 at 6:22

    Oi querida!

    Belo post,top coat eh vida! Kk

    Ja usei alguns,inclusive Vefic por sua indicaçao minha senhora,e ele se comportou muito bem ate que….ja no meio resolveu encolher um esmalte!!!

    Atualmente uso o da Preta Gil e amooo ja estou no segundo vidro.

    O unico problema que tive com ele foi com o Fru fru da Realce que ficou totalmente desbotado.Mas nem sei se ele foi o culpado.
    Bk.

    • Responder
      Daniele Honorato
      23 de fevereiro de 2016 at 12:33

      O Fru Fru tem um tom complicado. Altera demais na luz, com o tempo..pode nem ter sido o top coat. Eu já usei e não aconteceu nada comigo! Ele manteve a cor mesmo com top coat! Se ele tá encolhendo, pode ser que o top coat esteja grosso. Pinga algumas gotinhas de diluente da própria Vefic que ele volta à vida 😉 Beijo!

  • Responder
    L.
    19 de fevereiro de 2016 at 23:35

    Não tive boas experiências com o da Risqué, ele encolhia o esmalte. Eu esperava secar e tudo o mais, mas sempre acontecia. Passo longe.
    O da Impala também encolhe um pouco (não tanto quanto o da Risqué) e descasca rápido na minha unha… O pior é que a textura dele é a melhor de todas, bem fluida.
    Só me dou bem com o da Colorama mesmo. Ele é ótimo.

  • Responder
    Fernanda
    22 de fevereiro de 2016 at 15:21

    Oi Dani, cheguei hj aqui e adorei o blog!! E eu pensava que top coat era tudo extra brilho kkk não uso pq acho que demora muito pra secar, mas agora entendi pq…
    Tenho usado muito os esmaltes da Vult, a cobertura é ótima e o brilho dura por vários dias. Vi que a marca tem tbm um intensificador de cor, vc já testou?

    • Responder
      Daniele Honorato
      23 de fevereiro de 2016 at 13:34

      Oi Fernanda! Seja bem-vinda!! <3
      O da Vult é extra brilho só, não é top coat. Não seca rápido, infelizmente!
      Beijo!

  • Responder
    Ana Patricia
    22 de fevereiro de 2016 at 21:21

    Dani!!
    Eu nunca gostei de top coat… mas eu estou na minha batalha para o meu esmalte durar mais, passando base fosca e seguindo todas as suas dicas, que inclui o tal do top coat, então resolvi dar mais uma chance!
    Esses dias meu esmalte descascou no dia seguinte! E eu tava com a base foaca! Fiquei super decepcionada e já nem ia mais usar a base fosca.
    Agora me dei conta que as vezes que não passei top coat, o esmalte durou mais. E o que eu senti com o top coat foi esse efeito de encolher e rachar todinho o esmalte, que saiu em lascas de tudo que é canto! Vou trocar o meu top coat por um novo e ver se resolve! Obrigaaaaaaada!!

    • Responder
      Daniele Honorato
      23 de fevereiro de 2016 at 13:31

      Oi Ana! Dá uma chance sim! Qual vc está usando? Ele pode estar grosso! Compra um novo, tenho certeza que vai dar certo! Beijo!

      • Responder
        Ana Patricia
        23 de fevereiro de 2016 at 20:31

        O meu atual é o roxinho da colorama. Mas sim, ele está grosso! Vou comprar um novo com certeza! Beijos!

  • Responder
    Erika
    23 de fevereiro de 2016 at 21:20

    Eu já tentei o top coat roxinho da Colorama, e o da Risqué, e em ambos acontece o mesmo…eu espero secar bem o esmalte, e depois de 1h eu passo…parece que assim que começo a pincelar, próximo à cutícula, o pincel meio que “retira” o esmalte, como se fosse uma acetona, estragando o trabalho que eu tive de pintar…Tentei colocar mais quantidade, aconteceu o mesmo…Em outro caso, passei um esmalte com glitter da Hello Kitty, com 2 camadas…secou bem…Assim que passei o top coat, ele simplesmente retirou o esmalte, como se fosse uma película…Eu desisto!

    • Responder
      Daniele Honorato
      26 de fevereiro de 2016 at 13:20

      Nossa!! Mt estranho isso. Vc não está passando o pincel mt devagar não?

  • Responder
    Mayara
    13 de abril de 2016 at 16:43

    Eu amo o roxinho da Colorama, mais teve um tempo que eu não encontrava mais pra comprar, então tentei o da Risque, mais ele craquelava o esmalte perto das cutículas, racahava, muito estranho. Aí achava que eram os esmaltes, e fiz o teste, era ele sim que estava estragando. Ai encontrei o da Colorama novamente pra comprar!!!! Que alegria! É meu preferido! Amoo!!!!
    Mais eu não sabia que extra brilho não era a malesma coisa que top coat, hehe, afora já sei 🙂
    Amei o post!
    Beijos

    • Responder
      Daniele Honorato
      16 de abril de 2016 at 0:06

      Eba! Que bom que deu certo! Eu sempre falo: dê sim segunda chance ao top coat porque ele é VIDAH!

    Deixe seu comentário